ÁFRICA/ETIÓPIA - Os mendigos de Adis Abeba e do Dia da Criança Africana

Quarta, 15 Junho 2011

Addis Abeba (Agência Fides) - A União African promove no mês de junho, o Dia da Criança Africana. Os missionários salesianos, no continente há mais de 100 anos, desenvolveram muitos projetos para dos pequenos e excluídos, como informa a Agência Ans. Eles estão presentes na Etiópia desde 1975 e desde então sempre trabalharam com e para crianças e jovens vulneráveis, fornecendo educação primária e secundária em sua maioria, além de iniciativas para o desenvolvimento, através do apoio nas áreas de segurança alimentar, acesso à água, prevenção de doenças, assistência de emergência e da agricultura.
Desde 1998, em Adis Abeba, foi promovido o projeto das "Crianças mendigas de Donato", apoiado pela Missão Salesiana em New Rochelle e pela agência humanitária estadunidense USAID (United States Agency for International Development), através do programa "CARING Orphans and Vulnerable Children". Único no seu gênero, o projeto é uma atividade exemplar no âmbito de ações de recuperação de crianças que vivem em condições de perigo nas ruas da capital do país, principalmente aqueles que, apesar de terem os pais, passam o dia mendigando. Essas crianças muitas vezes vivem em condições extremamente precárias e seus pais ou responsáveis simplesmente não podem se dar ao luxo de mandá-los a escola e proporcionar-lhes refeições regulares. Os assistentes sociais do programa vão pessoalmente à cidade para procurar os pais ou pessoas responsáveis pelas crianças crianças pedintes para convence-los a enviar seus filhos ao Centro Juvenil "Dom Bosco" de Makanissa, em Adis Abeba.
Uma vez que as crianças participam do projeto têm uma refeição completa e dois lanches por dia e a oportunidade de receber uma educação e tirar proveito de outros serviços de apoio à formação. Atualmente 513 crianças estão matriculadas no programa, que também são seguidos e acompanhados por cursos auxiliares, para permitir a eles a sucessiva entrada em classes de educação formal. O projeto também fornece oportunidades adequadas para os estudantes maiores: aos jovens acima de 15 anos são fornecidas competências e instruções no âmbito do comércio, de modo que possam ser autônomos e ganhem para viver honestamente. (AP) (Agência Fides 15/06/2011)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network