OCEANIA/NOVA ZELÂNDA - Dois minutos de silêncio pelas vítimas do terremoto; milhares de pessoas ainda em graves dificuldades

Sexta, 4 Março 2011

Sydney (Agência Fides) – Exatamente às 12h51 de quarta-feira, 2 de março, todas as cidades da Nova Zelândia pararam em dois minutos de silêncio em memória daqueles que perderam a vida na última semana, no terrível terremoto que destruiu Christchurch, a segunda maior cidade do país. O balanço das vitimas subiu para 154 mortos e foram confirmados 100 dispersos. É o que informa uma nota da Arquidiocese de Sydney à Agência Fides, assinada por irmã Eleanor Capper, RSJ, que acrescenta que os moradores da cidade atingida estão em graves condições: mais de 10 mil casas ficaram completamente destruídas e outras 100 mil estão gravemente danificadas. Milhares de pessoas estão sem energia elétrica, rede de esgotos ou água potável. Centenas de pessoas estão abrigadas em refúgios da Cruz Vermelha porque não têm mais um teto e não sabem para onde ir. “Vivemos dia a dia – diz Irmã Eleanor -, a cidade está no caos, os supermercados fechados. O inverno se aproxima e milhares de pessoas não possuem um abrigo. Além da Catedral Blessed Sacrament, estão danificadas muitas igrejas, inclusive a secular Igreja de New Brighton e St Mary, dos padres maristas. Na última semana, 50 mil dos 370 mil residentes de Christchurch pegaram aviões rumo ao norte, em fuga do caos e da confusão na cidade; outros 50 mil saíram pelas estradas. Muitas áreas carecem ainda de serviços higiênicos e as escolas não podem reabrir. Os serviços sociais católicos e grupos juvenis católicos estão trabalhando para levar ajuda às pessoas traumatizadas”. (AP) (4/3/2011 Agência Fides)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network