http://www.fides.org

Asia

2003-07-09

ÁSIA/NEPAL - PRIMEIRA VISITA OFICIAL EM NEPAL DO NOVO NÚNCIO, DOM PEDRO LOPEZ QUINTANA: “O EVANGELHO SOMENTE PODE CRIAR RAÍZES SE HOUVER UM PROFÍCUO ENCONTRO ENTRE AS CULTURAS E TRADIÇÕES DOS POVOS AOS QUAIS É ANUNCIADO”

Katmandu (Agência Fides) – Uma visita de uma semana para conhecer o território, saudar as autoridades, incentivar o pessoal religioso: este é o positivo balanço da primeira viagem realizada de 2 a 8 de julho em Nepal, por S.Excia. Dom Pedro Lopez Quintana, novo Núncio Apostólico na Índia e Nepal.
O representante da Santa Sé, em visita oficial, chegou na capital Katmandu em 2 de julho e foi acolhido pelo Pro-Prefeito Apostólico, padre Pius Perumanae , por um representante de Sua Majestade o Rei Gyanendra Bir Bikram. Dom Lopez Quintana apresentou as cartas credenciais à S. Majestade e, após a cerimônia oficial, teve um encontro privado com o Rei.
Durante a visita, o Núncio visitou muitas comunidades religiosas na capital de Nepal e pode conhecer pessoalmente a situação da Igreja em Nepal. Sábado, 5 de julho, celebrou a Santa missa para os fiéis católicos na Catedral da Anunciação. Durante a sua homilia, Dom Lopez Quintana lembrou a história do cristianismo em Nepal e agradeceu as diversas congregações religiosas masculinas e femininas que contribuíram para o crescimento da comunidade.
O Núncio explicou: “O Evangelho somente pode criar raízes se houver um encontro profícuo com as culturas e as tradições dos povos aos quais é anunciado. Nós não arrancamos algo com violência para impor uma outra. Anunciar Jesus cristo aos povos que possuem a sua própria religião não é um ato violento, pois a Igreja propõe e não impõe. A Igreja proclama a Boa Nova de Jesus Cristo em sua total integridade, mas ao mesmo tempo tem respeito, amor e estima pela cultura e as tradições de quantos escutam a sua pregação”. Dom lopez Quintana destacou que “a proclamação da Boa Nova por vezes, é uma tarefa árdua”, incentivando as comunidades locais a perseverar na fé, na esperança e na caridade.
Dom Lopez Quintana também teve um encontro com um grupo de sacerdotes e religiosos da comunidade local, que para a ocasião vieram de todas as partes do País. O Núncio assegurou que o processo para elevar a circunscrição eclesiástica de Nepal à categoria de diocese vai adiante, esperando que se complete durante o seu mandato.
A religião oficial do Reino de Nepal é o Hinduísmo e outras duas religiões são reconhecidas: o Budismo e o Islã. A Igreja está se empenhando para que o cristianismo também seja reconhecido. Este processo poderá ser ajudado pelas ótimas relações da Igreja com o Rei Gyanendra, que conhece a aprecia a Igreja Católica, pois foi educado em escolas católicas e também foi aluno do atual Prefeito Apostólico de Nepal, o jesuíta Dom Anthony Sharma.
Atualmente existem em Nepal cerca de 6.000 católicos. A missão foi instituída no País em 1983 e confiada aos jesuítas. Em 1996, este território de missão desmembrado da diocese de Patna (
Índia), foi elevada à categoria de Prefeitura Apostólica.
(PA) (Agência Fides 9/7/2003 – linhas: 38; palavras: 502)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network