http://www.fides.org

Oceania

2004-09-02

OCEANIA/ILHAS SALOMÃO - No panorama de aumento da violência, desemprego e droga entre os 200 mil jovens das Ilhas Salomão, missionários Salesianos promovem uma Semana de formação

Honiara (Agência Fides) - Contra o aumento da violência, o abuso de droga e álcool, e criminalidade, uma semana dedicada à formação dos jovens, a reforçar as relações familiares entre pais e filhos, para criar famílias fortes, saudáveis, e abertas à vida. Este é o objetivo da “semana salesiana”, celebrada nas Ilhas Salomão de 16 a 21 de agosto passado. Promovida pelos missionários Salesianos, a semana, centralizada no tema “Alegria e Empenho” teve momentos de catequese, reflexão em grupos, celebrações litúrgicas, e jogos.
50% da população das Ilhas Salomão (450 mil) tem menos de 18 anos. O desemprego é alto entre os jovens, embora exista a possibilidade de trabalho nos campos da produção alimentar, pesca e agricultura. Não obstante cinco anos de guerra civil, não faltam alimentos nas aldeias e as tradições locais garantem a segurança de mulheres e jovens. Um dos problemas principais é a instrução, que é pouco difusa: somente 20-25% dos jovens freqüentam as escolas, e somente 35% dos alunos da escola primária prosseguem os estudos. Há insatisfação entre os jovens: 90% deles fuma marijuana, que nasce espontaneamente nas ilhas, embora o fenômeno seja mais difundido nas cidades, como Honiara, do que nas aldeias. O consumo de álcool também está aumentando, o que preocupa sociólogos, professores e autoridades civis.
Depois da guerra civil, como explicam os missionários salesianos, o setor da instrução e educação dos jovens é importante para construir um futuro di bem-estar na nação, e é necessária a contribuição de todos: do Estado, mas também de entidades privadas e comunidades religiosas, que, como a católica, oferecem hoje uma contribuição na formação e crescimento espiritual da população juvenil.
Aos jovens participantes da “Semana salesiana” foram propostos temas como as dinâmicas de relação, e as conseqüências negativas do álcool e da droga. “Esta semana é importante, serve para aproximar-se a Deus e aproximar uns dos outros”, explicou Pe. Luciano Capelli, missionário Salesiano, reitor do Instituto Técnico Dom Bosco, escola profissional fundada pelos Salesianos e freqüentada por mais de 120 alunos, formados para as mais diversas profissões.
A semana tem início, todos os anos, em 16 de agosto, Dia de São João Bosco, nascido em Castelnuovo d’Asti em 16 de agosto de 1815. O encontro adquiriu um papel precioso no contexto da condição juvenil no arquipélago, depois dos recentes chamados, na imprensa, que lançaram o alarme em relação a difusão da droga, Aids, abusos sexuais, e criminalidade.
A família salesiana das Ilhas Salomão recebeu também a visita do Conselheiro Geral para as Missões, Pe. Francis Alencherry, que declaoru: “No campo da evangelização e da instrução, pode-se fazer muito nas Salomão”, apreciando a obra dos missionários, não obstante as dificuldades existentes. “Nossa função - recordou - é formar bons cristãos e cidadãos honestos”. (PA) (Agência Fides 2/9/2004)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network