http://www.fides.org

Vaticano

2003-07-07

VATICANO - O PAPA DURANTE O ÂNGELUS DESTACA A ATUALIDADE DA MENSAGEM DE SANTA MARIA GORETE PARA OS JOVENS: “A PUREZA DO CORAÇÃO E DO CORPO SEJA DEFENDIDA, PORQUE A CASTIDADE ‘PROTEGE’ O AMOR AUTÊNTICO”.

Cidade do Vaticano (Agência Fides) – Por ocasião da recitação do Ângelus com os fiéis e peregrinos reunidos na Praça de São Pedro no domingo, 6 de julho, o Santo Padre lembrou de modo particular a conclusão do Centenário da morte de Santa Maria Gorete. “O que dizer aos jovens de hoje sobre esta frágil jovem, mas madura na fé cristã, com a sua vida e sobretudo, com a sua vida heróica? Marieta – assim era familiarmente chamada – lembra a juventude do terceiro milênio que a verdadeira felicidade exige coragem e espírito de sacrifício, rejeição de todo compromisso com o mal e disposição em pagar pessoalmente, ainda que com a própria morte, a fidelidade a Deus e aos seus mandamentos. Como é atual esta mensagem! Atualmente se exalta com freqüência o prazer, o egoísmo ou a imoralidade, em nome de falsos ideais de liberdade e de felicidade. É preciso reafirmar com clareza que a pureza do coração e do corpo seja defendida, porque a castidade “protege” o amor autêntico”.
Em particular o Papa lembrou que a pureza de coração “requer antes de tudo, o assíduo recurso a Deus na oração” e aos nossos dias “as múltiplas ocupações e os ritmos acelerados de vida tornam difíceis cultivar esta importante dimensão espiritual. As férias de verão , que para alguns iniciam justamente nestes dias, não se não forem consumidas na dissipação e no simples divertimento, podem transformar-se em uma ocasião propícia para reanimar a vida interior”.
Após a oração do Ângelus, o Santo padre expressou a sua alegria pela entrada em vigor da Convenção Internacional sobre a proteção dos direitos dos trabalhadores imigrantes e de seus familiares, adotada pela ONU em 1990, fazendo votos que “uma maior adesão dos Estados reforcem a sua eficácia, a fim que, com a adoção de semelhantes procedimentos e a constante colaboração internacional, o complexo fenômeno da imigração possa desenvolver na legalidade e no respeito das pessoas e das famílias”. (S.L) (Agência Fides 7/7/2003 – linhas: 30; Palavras: 367)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network