http://www.fides.org

Ciência e Medicina

2004-06-24

ÁFRICA - Alarme OMS: a África está atravessando a mais grave epidemia de poliomielite dos últimos tempos

Roma (Agência Fides) - A mais grave epidemia de poliomielite dos últimos anos está se alastrando na África, depois de seu reaparecimento em Darfur, região do Sudão devastada pela guerra.
O vírus está se difundindo com um ritmo alarmante, e a Organização Mundial da Saúde confirmou que, em 20 de maio passado, um menino ficou paralisado em conseqüência da doença. Trata-se do primeiro caso no país, em mais de três anos.
Embora o número de casos seja relativamente pequeno, a doença reapareceu este ano em 13 países africanos. Os especialistas temem que a epidemia possa difundir-se em grandes proporções durante o período de maior difusão, deixando milhares de crianças definitivamente paralíticas.
A poliomielite, em geral, contagia crianças de menos de 5 anos, através da água contaminada, ataca o sistema nervoso central, provocando paralisia, atrofia muscular, deformações e em alguns casos, a morte.
A epidemia em Darfur, aonde milhares de pessoas morreram e mais de um milhão estão sendo vítimas de um conflito que dura há 15 meses entre milicianos árabes, apoiados pelo governo sudanês, e a população africana, havia sido já prevista pela OMS.
O vírus está se alastrando da Nigéria, epicentro da epidemia na África, e continua em Niger, outro país com um grande número de casos de pólio na África sub-Sahariana.
Foi registrado também em outros países da região sub-Sahariana, como o Benin, Burkina-Fasso, Camarões, República Centro-africana, Chade, Gana, e Costa do Marfim, aonde a doença nunca havia se verificado. Em Botsuana, no sul da África, houve o primeiro caso, em fevereiro.
Os outros quatro países em que a pólio é endêmica são o Egito, Paquistão, Afeganistão e Índia, onde está se realizando uma campanha de vacinação para deter o contágio até o fim deste ano. (AP) (24/6/2004 Agência Fides)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network