http://www.fides.org

Africa

2004-06-03

ÁFRICA/RD CONGO - Alarme dos Bispos do Congo para os 100 mil congoleses expulsos de Angola, e obrigados a sobreviver em condições desesperadas no Congo austral

Kinshasa (Agência Fides)- A agência católica DIA refere que os Bispos da província eclesiástica de Kasai (sul da República Democrática do Congo) fizeram um apelo à solidariedade da comunidade internacional para que intervenha em socorro dos milhares de congoleses expulsos de Angola. Essas pessoas se encontram atualmente em campos de colheitas nas dioceses de Lwebo e Lwiza. Somente na localidade de Tshikapa, estão 52.511 pessoas que vivem em condições miseráveis.
Os Bispos pediram uma averiguação sobre as execuções sumárias de adultos, e até mesmo de crianças, no decorrer das operações de expulsão.
A Caritas Congo lançou um apelo a todos os seus parceiros para que a ajude a enfrentar esta dramática situação humanitária. Teme-se, em especial, a propagação da AIDS e a difusão de doenças endêmicas, como a cólera. Não existem lugares de acolhimento e há notáveis dificuldades para transportar os refugiados para seus lugares de proveniência.
Desde dezembro de 2003, o governo angolano iniciou a expulsar milhares de congoleses que vivem e trabalham ilegalmente na indústria do diamante local. Segundo o Escritório para a Coordenação dos Assuntos Humanitários das Nações Unidas, os congoleses expulsos de Angola são entre 80 mil e 100 mil pessoas. O governo angolano suspendeu temporariamente as expulsões dos imigrantes ilegais do seu território.(L.M.) (Agência Fides 3/6/2004)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network