http://www.fides.org

America

2004-05-27

AMÉRICA - Mais de 2.000 mortos nas inundações na República Dominicana e Haiti. A Igreja Católica, na linha de frente, trabalha incansavelmente na distribuição de ajudas

Roma (Agência Fides) - “A tragédia na ilha “La Española”, no Caribe, está assumindo enormes proporções” - diz à Agência Fides, Pe. Luis Rosario Peña, sacerdote da República Dominicana. Naquele país, contam-se hoje 300 mortos e 375 desaparecidos, enquanto no vizinho Haiti o balanço é já de 1700 mortos, de acordo com as estimativas do Governo. Estes números estão destinados a aumentar nas próximas horas.
A cidade mais atingida da República Dominicana é Jimaní, onde o rio Bianco transbordou. O sacerdote diz que as águas devastaram tudo em poucas horas, enquanto as pessoas dormiam. Desde 1921 não ocorria uma situação similar. A solidariedade, neste cenário, nasceu de forma espontânea, sem apelos oficiais. Dezenas de organizações não-governamentais estão trabalhando e transportando ajudas humanitárias. A Igreja Católica, que conta com cem voluntários, está coordenando todas as ajudas, com o pároco José Ramón de la Cruz, e o Vigário, Fernando Peña. A maior urgência é a água potável e a desinfetação, pois há o risco de epidemias. Como explica o diretor da Comissão Nacional para Emergências (CNE), Radhamés Lora Salcedo, os mortos estão sendo enterrados em valas comuns, e foram programadas medidas de higiene, para evitar a difusão de doenças.
As regiões mais atingidas no Haiti foram Mapou, Fonds Verettes, Bodarie, Thiote, Begli Manichi e Grand Gosier. Grande parte das estradas do sudeste do país está destruída. Os postos de saúde foram danificados e as ajudas não chegam às áreas mais carentes, para assistir os feridos ou transportar os corpos.
O Santo Padre João Paulo II enviou um telegrama, no qual expressa sua proximidade e faz condolências às pessoas atingidas pela tragédia. O Papa oferece sufrágios para o eterno repouso dos falecidos e eleva suas orações ao Senhor, para que conceda consolação aos atingidos e inspire sentimentos de solidariedade cristã naqueles que podem colaborar para atenuar os trágicos efeitos desta catástrofe natural. (RG) (Agência Fides 27/5/2004)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network