http://www.fides.org

Africa

2004-05-27

ÁFRICA/REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DO CONGO - Atritos em Bukavu no leste do Congo. Incerteza sobre a versão real do episódio

Kinshasa (Agência Fides)- “A situação não está clara e é difícil entender o que está acontecendo” - declaram à Agência Fides, na Cúria generalícia dos Xaverianos, em contato com os Padres Xaverianos de Bukau (no leste da República Democrática do Congo), onde os combates continuam. “Os tiroteios não terminaram” - dizem os Padres Xaverianos. “A região interessada é um bairro da periferia da cidade, próximo de Ruanda”.
Segundo as fontes da Fides, “um grupo de guerrilha composto, teoricamente, por tropas do exército unificado congolês atacou as divisões militares fiéis ao governador de Kinshasa. Os capacetes-azuis da MONUC (Missão das Nações Unidas em Congo) intervieram para dividir os antagonistas. Ainda não se têm notícias exatas sobre as vítimas, e é cedo para entender o significado desta nova onda de violência”.
Com base nos acordos de paz de 2003, todas as formações armadas congolenses deverão se dissolver, e incorporar-se ao novo exército unificado congolense. No último dia 18 de março, os soldados do primeiro batalhão do exército nacional concluíram o período de formação militar. São 850 homens, provenientes do exército governamental (fiel ao Presidente Kabila), e de diversos movimentos de guerrilha atuantes no leste do País. Os militares se submeteram a 6 semanas de treinamento comum, baseado em táticas para a manutenção da paz. Outros dois batalhões do novo exército nacional estão passando pela mesma formação.
Várias vezes no passado, a Agência Fides publicou o alarme lançado pela Igreja local sobre a possibilidade do retorno da violência em Kivu, e em especial em Bukavu. (L.M.) (Agência Fides 27/5/2004)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network