http://www.fides.org

Asia

2004-05-26

ÁSIA/ÍNDIA - Suicídios em massa de camponeses no Sul da Índia, pela miséria e desespero por causa da safra perdida: a Caritas socorre as famílias

Hyderabad (Agência Fides) - A Caritas e outras agências humanitárias de inspiração católica estão ajudando os camponeses de Andhra Pradesh (sul da Índia). Reduzidos à miséria pela seca que castigou a safra, estão se abandonando a uma longa série de suicídios, para que suas famílias possam ter acesso aos subsídios governamentais. A comunidade cristã local está abalada e os cristãos observam “o nível de desespero que a pobreza pode causar no homem: até o ponto de se privar da vida”.
Questionado pela Fides, Dom Joji Marampudi, Arcebispo de Hyderabad, capital de Andhra Pradesh, disse: “Falei com o Primeiro Ministro, pedindo-lhe, em nome dos 4 milhões de cristãos de Andra Pradesh, de intervir para ajudar os camponeses atingidos pela seca. Ele me prometeu que fará o possível. No entanto, a Caritas local e outras organizações humanitárias organizaram programas de assistência e de ajuda para as famílias. Um pequeno gesto demonstrativo de solidariedade e atenção pode salvar muitas vidas”. Os camponeses, que tiveram a safra de algodão, necessária para sua sobrevivência, queimada pela seca em 2004, não são cristãos, mas principalmente animistas ou hinduístas. A Caritas local destaca que é importante ajudar os pobres e necessitados, sem distinção de credo, raça ou grupo étnico.
A Igreja está se mobilizando para difundir uma cultura de respeito à vida, de seu bem precioso, insistindo no fato que o suicídio de um pai é sempre uma grave perda para sua família.
Entretanto, as autoridades civis locais lançaram um apelo para interromper a série de suicídios. “Não se matem - lê-se na mensagem difundida em todo o estado - poderão usufruir os subsídios que o novo governo do Congresso distribuirá aos camponeses pobres, arruinados por dívidas e pela seca”.
Nas recentes eleições no estado de Andhra Pradesh, venceu a coalizão do Partido do Congresso, verificando-se a clamorosa derrota de Chandrababu Naidu, homem de negócios da nova tecnologia, que transformou a capital, Hyderabad, em um dos laboratórios mais avançados de toda a Índia no campo da informática. A vitória do Partido do Congresso deveu-se ao apoio dos camponeses e operários, entre os quais circulava descontentamento pela grande pobreza e pelas pesadas dívidas contraídas.
Esta situação causou nos últimos dez dias o suicídio de quarenta cultivadores. O fenômeno tem precedentes: de 1997 até hoje, os suicídios de agricultores foram cerca de novecentos, em função da seca, que dura há seis anos, e das dívidas com bancos. O novo governo local, formado pelo Partido do Congresso, prometeu cinqüenta mil rupias (cerca de 1.100 dólares norte-americanos), para extinguir velhas dívidas, e o dobro para reabilitar economicamente as famílias.
Em nível Federal, Sonia Gandhi, será a Presidente da coalizão no poder da maior democracia do mundo, a United Progressive Alliance (Upa), formada pelo Partido do Congresso e aliados. (PA) (Agência Fides 26/5/2004)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network