http://www.fides.org

Vaticano

2004-05-18

VATICANO - O desenvolvimento social e econômico da África na era da globalização: realiza-se em 21 de maio um Congresso de estudos promovido pelo Pontifício Conselho da Justiça e da Paz

Cidade do Vaticano (Agência Fides) - Um dia de estudos sobre o desenvolvimento econômico e social da África na era da globalização se realizará na sexta-feira, 21 de maio, por iniciativa do Pontifício Conselho da Justiça e da Paz, na sede do organismo. Participarão do encontro os embaixadores dos países africanos junto à Santa Sé, especialistas e personalidades das organizações internacionais.
Introduzida pelo Presidente do Pontifício Conselho da Justiça e da Paz, Card. Renato Martino, a sessão matutina do Congresso será presidida pelo Secretário das Relações com os Estados, o Arcebispo Giovanni Lajolo, que vai falar da solicitude de João Paulo II para com a África, enquanto o embaixador da República Democrática do Congo, Henri Marie Joseph Lopes, vai tratar dos problemas e das esperanças do continente hoje. O consultor especial do Secretário das Nações Unidas, Jeffrey Sachs, que é presidente da Earth Institute della Columbia University, vai identificar os desafios da África na era da globalização.
A manhã prosseguirá com intervenções do Arcebispo camaronês de Douala, Cardeal Christian Wiyghan Tumi, e do Presidente dos Catholic Relief Services norte-americanos, Kenneth Hackett, sobre o problema crucial dos conflitos e da reconciliação na África de hoje.
A parte da tarde, presidida pelo Arcebispo marfinense de Abidjan, Cardeal Bernard Agré, será sobre doenças pandêmicas no continente, com palestras da ministra angolana da Saúde, Albertina Nahosse Henrique Hamurkwaya, e do médico italiano Gianni Guidotti, da Comunidade de Santo Egídio; e ainda sobre temáticas da pobreza, da dívida externa, do comércio e financiamentos para o desenvolvimento africano, com intervenções do Vice-presidente para a Região africana do Banco Mundial, Callisto Madavo, do Vice-presidente do Banco para o Desenvolvimento africano, Chanel Boucher, e do Presidente do CISDE (International Cooperation for Development an Solidarity), Jean Marie Fardeau. As conclusões do Congresso serão feitas pelo Cardeal Renato Martino. (S.L.) (Agência Fides 18/5/2004)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network