http://www.fides.org

Africa

2004-05-15

ÁFRICA/MALAUÍ - A Alta Corte de Justiça pede o adiamento das eleições de 18 de maio

Lilongwe (Agência Fides)- Existe muita incerteza em Malauí depois da sentença da Alta Corte de Justiça de adiar as eleições políticas e presidenciais, que deveriam ser realizadas em 18 de maio (veja Fides de 12 de maio de 2004). A Comissão eleitoral ainda não decidiu se respeitar a sentença e a data da eleição, até o momento, não foi mudada.
A Corte reconheceu que existem irregularidades na condução da campanha eleitoral e no registro dos eleitores. O registro, de fato, reduziu em cerca de um milhão o número de votantes, passando de seis milhões e 600 mil eleitores para cinco milhões e 700 mil. A Corte, portanto, pede para que seja revisto o procedimento de registração dos eleitores antes de realizar o pleito.
A oposição várias vezes denunciou a falta de uma campanha eleitoral correta. Acusa-se, em especial, os meios de comunicação, por terem dado espaço somente à campanha eleitoral do Partido do Presidente Bakili Muluzi. (L.M.) (Agência Fides 15/5/2004)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network