http://www.fides.org

Europa

2004-05-10

EUROPA/ITÁLIA - São 246 milhões as crianças que trabalham em todo o mundo, 60% na Ásia, 29% na África, 8% na América Latina e 3% nos outros países: tem início o primeiro Children’s World Congress on Child Labour de luta contra o trabalho infantil e a exploração da infância

Roma (Agência Fides) - A exploração da infância envolve não somente os países em desenvolvimento, mas também os países do norte do mundo como Europa e Itália, e representa um dos problemas mais graves que atingem o mundo do trabalho.
Tem início hoje, 10 de maio, em Florença, o primeiro Children’s World Congress on Child Labour, organizado pela associação italiana “Mani Tese” e por sindicatos confederais, que se concluirá no dia 13 de maio com a Global March against Child Labour.
O Children’s World Congress on Child Labour é a primeira Conferência internacional de luta contra o trabalho infantil e a exploração da infância, com a participação direta de ex-jovens trabalhadores.
Cerca de 300 jovens entre 13 e 17 anos, provenientes de mais de 50 países, participarão do Congresso. Como ex-trabalhadores, contarão ao mundo inteiro suas experiências. Junto a esses protagonistas, estarão presentes personalidades políticas e sindicais, organizações não-governamentais, instituições nacionais e internacionais, representantes dos governos e personagens do mundo da cultura, do espetáculo e do esporte.
Graças à aliança lançada pela Global March against Child Labour, as crianças salvas da exploração assumiram o papel de difundir a consciência sobre os direitos da infância.
São 246 milhões as crianças que trabalham em todo o mundo, 60% na Ásia, 29% na África, 8% na América Latina e 3% nos outros países. 110 milhões têm menos de 12 anos, 120 mil combatem como crianças-soldado na África. A Índia é o Estado com o maior número de trabalhadores entre 4 e 17 anos. Cinco milhões são trabalhadores escravos, que não recebem salário para pagar a dívida de suas famílias; na Itália, fala-se de 144.285 trabalhadores entre 7 e 14 anos.
A Global March against Child Labour nasceu em 1998 como uma verdadeira marcha com o objetivo de proteger e promover os direitos das crianças. Em especial, o direito de receber instrução gratuita e de qualidade e estar livre de qualquer forma de exploração. Hoje, a Global March está ativa em 140 países e se repete todo ano.
(AP) (10/5/2004 Agência Fides)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network