http://www.fides.org

Asia

2004-05-07

ÁSIA/CORÉIA DO NORTE - Novo Plano 2004-2005 da Caritas Hong Kong para ajudas humanitárias à Coréia do Norte: assistência para mais de 500 mil crianças

Hong Kong (Agência Fides) - “A emergência humanitária na Coréia do Norte não acabou. Os resultados obtidos graças às ajudas internacionais estão ameaçados pelas dificuldades econômicas que continuam”: este é o apelo lançado pela Caritas Hong Kong, contido no novo detalhado Plano de ação que ressalta as necessidades humanitárias e o empenho da organização na Coréia do Norte para os anos 2004-2005.
A Caritas Hong Kong, que atua no país desde a metade dos anos 90, foi uma das primeiras organizações não-governamentais a financiar projetos além do paralelo 38, e desde então forneceu ajudas no valor de 27 milhões de dólares.
Para dar continuidade aos projetos de assistência da Caritas na Coréia do Norte em 2004-2005, são necessários 2,3 milhões de dólares, dinheiro utilizado para combater a desnutrição, principalmente dos grupos mais vulneráveis, fornecer assistência médica, dar continuidade ao trabalho em creches e orfanatos, e financiar a agricultura.
O relatório foi elaborada com base na recente missão na Coréia do Norte de Kathi Zellweger, responsável pelos projetos da Caritas Hong Kong. Em entrevista à Agência Fides, Zellweger notou “como permanece ainda difícil mudar de rumo, passar do trabalho de assistência humanitária a um verdadeiro impulso para o desenvolvimento”.
Quem se beneficia da assistência imediata são as mais de 8 mil crianças distribuídas em 40 casas de acolhimento ou creches, que têm necessidades especiais, e também existem programas de assistência para os jovens portadores de deficiências.
No setor sanitário, a Caritas trabalha em colaboração com a Organização Mundial de Saúde e pretende aumentar de 6 a 8 os hospitais que fornecem principalmente tecnologia e medicamentos. No setor agrícola, a Caritas dá apoio formativo e técnico a cooperativas agrícolas, enquanto deu início também a uma colaboração com uma indústria têxtil de Pyongyang para fornecer roupas a crianças necessitadas.
Uma das prioridades de intervenção da Caritas se tornou a formação profissional, que atualmente prossegue através de uma colaboração com associações locais, com as quais a Caritas estabeleceu um contato que permite atender às necessidades de numerosas pessoas.
A Caritas está empenhada em garantir a segurança alimentar (prover para todos o alimento diário necessário para a sobrevivência) principalmente para as crianças e as mulheres grávidas, órfãos, crianças em idade escolar e idosos. Estima-se que a Caritas consiga ajudar, através das famílias, mais de 500 mil crianças que moram na costa oriental norte-coreana, região onde existem mais necessidades.
A Organização continua a atuar em plena sintonia com as agências da ONU e as outras ONGs presentes no país, e também com as autoridades locais: estabeleceu, de fato, uma colaboração com a Flood Damage Rehabilitation Committee, agência governamental que coordena todas as ajudas humanitárias que chegam ao território. Através de missões trimestrais e agentes in loco, a Caritas controla se as ajudas chegam diretamente aos grupos e às estruturas para os quais foram destinadas.
(PA) (Agência Fides 7/5/2004)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network