http://www.fides.org

Ciência e Medicina

2004-04-30

ÁFRICA/ANGOLA - Formação profissional e assistência sócio-sanitária de base para ajudar o país a sair do estado de miséria no qual se encontra, depois de duas décadas de guerra civil

Roma (Agência Fides) - Desde 1998, o Vis, Voluntariado Internacional para o Desenvolvimento, leva adiante em Luanda um projeto de formação profissional e assistência sócio-sanitária de base, orientado para ajudar o país a sair do estado de miséria no qual se encontra.
O Vis é parte integrante da família Salesiana e atua no setor do voluntariado e da cooperação. Os Salesianos estão presentes no país desde 1981 e com a sua colaboração, a associação iniciou 12 cursos de formação profissional, seis cursos de formação para formadores, 1 centro para assistência social e 1 ambulatório medico.
Em Luanda, o Vis atua no município de Sambizanga, na periferia da cidade. Neste bairro, vivem milhares de pessoas, entre as quais muitos jovens que deixam as localidade do interior para encontrar um trabalho e ajudar famílias de origem, mas falta água, luz, não existe esgoto e as casas foram feitas com uma mistura de plástico e madeira. Além disso, durante a estação das chuvas, a região vira um pântano, enquanto nos restantes cinco meses do ano sofre-se com a seca.
Com o objetivo de mudar a situação, foi promovido um programa de emergência em nível sanitário e escolar. Foram, de fato, construídos três postos de saúde e um centro sanitário que dá a possibilidade de curar os casos mais simples e imediatos e de individuar aqueles mais graves para enviá-los a estruturas especializadas. Em relação às atividades de alfabetização, foram construídos quatro centros para crianças, adolescentes e jovens e serão promovidos ainda cursos de alfabetização para adultos.
Está ainda e curso um projeto para dar continuidade aos planos de emergência graças ao qual 800 pessoas, em grande parte crianças e adolescentes, poderão freqüentar os cursos de alfabetização, 60 pessoas por dia poderão ser tratadas e 300 pessoas poderão usufruir dos serviços do centro de serviços ao trabalho. Prevê-se ainda a formação de professores e um curso para enfermeiros, de modo que possa garantir a duração do projeto.
Graças a esse programa, toda a população do Município de Sambizanga vai notar o melhoramento das condições de vida e ver ampliadas as oportunidade de acesso à educação de base, aos cuidados sanitários e ao mercado de trabalho.
As mulheres, juntos às crianças, são a parte mais envolvida de toda a população; a elas em especial, são dirigidos os cursos de alfabetização e o serviço de assistência ao trabalho, enquanto, no que diz respeito à assistência médica, boa parte da atividade de educação e prevenção é dirigida ao setor materno e infantil. De fato, são as mulheres que se ocupam dos doentes, cuidam da higiene da família e perpetuam o saber médico tradicional. (AP) (30/4/2004 Agência Fides)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network