http://www.fides.org

Africa

2004-04-20

ÁFRICA/GUINÉ-BISSAU - O país aguarda com ansiedade a publicação dos resultados oficiais das eleições de 28 de março

Bissau (Agência Fides)- Preocupação na Guiné-Bissau pelo atraso na divulgação dos resultados oficiais das eleições legislativas realizadas em 28 de março passado. “Os resultados deveriam ser comunicados hoje ou amanhã, 21 de abril”, afirma à Agência Fides Pe. Davide Sciocco, missionário do PIME e diretor da Rádio Sol Mansi de Mansoa, a cerca de 50 km da capital, Bissau. “A imprensa, já faz algum tempo, publicou indiscrições de que o vencedor das eleições seria, com 50% das intenções de voto, o PAIGC (Partido Africano pela Independência da Guiné), o partido que garantiu a independência de Portugal. Os dirigentes desta formação política já iniciaram os contatos para formar o novo governo e já designaram o novo Presidente do Parlamento”, afirma Pe. Sciocco.
“Exatamente hoje, porém, o líder do movimento juvenil do Partido do deposto Presidente Kumba Yalla afirmou que os deputados eleitos em suas listas não tomarão posse no novo Parlamento. A liderança do Partido não confirmou nem negou as afirmações de seu dirigente” declara Pe. Sciocco.
“Diante da incerteza desses momentos, cresce a preocupação no país, até porque uma parte dos militares ainda está ligada ao velho Presidente e suas intenções não são conhecidas.”
Em 14 de setembro de 2003, um golpe de Estado depôs o Presidente Kumba Yalla. Em 28 de setembro, tomou posse um governo provisório, que tinha a tarefa de preparar as eleições realizadas em 28 de março deste ano. No início de abril, o governo provisório concordou uma anistia para os militares golpistas. (L.M.) (Agência Fides 20/4/2004)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network