http://www.fides.org

Vaticano

2004-04-14

VATICANO - Papa na audiência geral: “Vitorioso sobre a morte, Jesus doa a vida àqueles que o acolhem e que nEle creem... que com o empenho dos fiéis, ressoe com vigor o anúncio de Cristo morto, que, pela força de seu Espírito, agora é vivo e triunfa”.

Cidade do Vaticano (Agência Fides) - A audiência geral de hoje, quarta-feira, 14 de abril, se realizou na Praça São Pedro, aonde o Santo Padre encontrou-se com os grupos de peregrinos italianos e de todas as partes do mundo. Em seu discurso em italiano, o Papa fez uma meditação sobre o tempo pascal, apenas iniciado. “Cristo triunfa sobre o mal e a morte. Esse é o grito de alegria, que, nesses dias, irrompe no coração da Igreja. Vencendo a morte, Jesus doa sua vida àqueles que o acolhem e crêem. A sua morte e a sua ressurreição constituem, portanto, o fundamento da fé da Igreja”.
E a própria Igreja, ao longo dos séculos, jamais cessou de passar, de geração a geração, “este universal mistério de salvação”. “Também em nossa época - destacou João Paulo II - é necessário que, graças ao empenho dos fiéis, ressoe com força o anúncio de Cristo morto, que, por obra de seu Espírito, é hoje vivo e triunfa. Para que os cristãos possam cumprir plenamente este mandato, a eles confiado, é indispensável que encontrem pessoalmente o Cristo Ressuscitado, e se deixem transformar pela potência de seu amor. Quando isso acontece, a tristeza se transforma em alegria, e o temor cede ao ardor missionário”.
Em seguida, o Papa evidenciou que a humanidade de hoje precisa compreender, mais profundamente, o valor da esperança que reside no Mistério pascal: “Marcados por ameaças de violência e de morte, os homens estão a procura de alguém que lhes dê serenidade e segurança. Mas aonde encontrar a paz senão em Cristo, o inocente, que reconciliou os pecadores com o Pai?”
Enfim, João Paulo II recordou Santa Faustina Kowalska, que em sua humildade, foi escolhida para anunciar a mensagem da misericórdia divina, fonte de reconciliação para a humanidade, “mensagem de luz particularmente adequada para o mundo de hoje”. É uma mensagem de esperança, que nos convida a abandonarmo-nos nas mãos do Senhor. “Jesus, confio em ti!”, gostava de repetir a Santa. Maria, Mãe de misericórdia, nos faça encontrar pessoalmente seu Filho, morto e ressuscitado. Faça de nós agentes incansáveis de sua misericórdia e de sua paz”. (S.L.) (Agência Fides 14/4/2004)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network