http://www.fides.org

Vaticano

2003-06-16

VATICANO - O PAPA DURANTE O ANGELUS: “O DRAMA DOS REFUGIADOS PEDE À COMUNIDADE INTERNACIONAL DE EMPENHAR-SE PARA CURAR NÃO APENAS OS SINTOMAS, MAS ANTES DE TUDO, AS CAUSAS DO PROBLEMA”- NOVO APELO PARA A TERRA SANTA.

Cidade do Vaticano (Agência Fides) – A solenidade da Santíssima trindade, o drama dos jovens refugiados e o difícil caminho para a paz na Terra Santa: estes são os três temas principais sobre os quais se deteve o Santo Padre João Paulo II, domingo, 15 de junho durante o Angelus. “A unidade e a trindade de Deus é o primeiro mistério da fé católica – disse o Papa. A este, unimos o fim de todo o caminho da revelação, que se cumpriu em Jesus: em sua Encarnação, Paixão, Morte e Ressurreição. Do alto da ‘montanha santa’ que é Cristo, se contempla o horizonte primeiro e último do universo e da história: o Amor de Deus, Pai, Filho e Espírito Santo”.
O Santo Padre lembrou o anual Dia Mundial dos Refugiados, que será celebrada em 20 de Junho, e que este ano tem por tema a juventude refugiada. “No mundo quase a metade dos refugiados são crianças e adolescentes – evidenciou o Santo Padre. Muitos destes não freqüentam a escola, sofrem a falta dos bens essenciais, vivem em campos de refugiados ou mesmo detidos. O drama dos refugiados exige da comunidade internacional de empenhar-se para curar não apenas os sintomas, mas antes de tudo as causas do problema: a prevenção dos conflitos, promovendo a justiça e a solidariedade em cada âmbito da família humana”.
Após o Angelus, o Santo Padre renovou o seu apelo pela paz na Terra Santa com estas palavras: “Ainda uma vez, ocorreram dias de sangue e de morte para os habitantes da Terra Santa... A todos gostaria de repetir o apelo freqüentemente feito no passado: “Não existe paz sem justiça, não há justiça sem perdão”. O recordo novamente hoje com crescente convicção, dirigindo-me a todos os habitantes da Terra Santa. Exorto pois a comunidade internacional a não cansar-se de ajudar israelitas e palestinos a reencontrar o senso de humanidade e de fraternidade para tecer juntos o seu futuro”.(S.L) (Agência Fides 16/06/2003 – linhas: 29; palavras: 372)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network