http://www.fides.org

Asia

2004-03-24

ÁSIA/CORÉIA DO SUL - Aberta a causa de Beatificação do segundo sacerdote na história do cristianismo coreano, o primeiro bem-aventurado não-martirizado

Seul (Agência Fides) - A Santa Sé autorizou a Igreja da Coréia a abrir o processo para a causa de Beatificação do Servo de Deus, Pe. Thomas Choe Yang-eop, sacerdote coreano que viveu no século XIX. É a primeira vez que um processo de beatificação é aberto para um coreano não-mártir.
De fato, a Igreja da Coréia, está já promovendo outro processo de Beatificação, para o Servo de Deus Paul Yun Ji-chung e seus 123 companheiros martirizados em 1791, nos primeiros tempos da introdução do cristianismo na Coréia.
De acordo com uma comunicação da Comissão Especial para a Beatificação e a Canonização da Conferência Episcopal da Coréia, no dia 5 de março, Dom Francis Xavier Ahn Myong-ok, Bispo de Masan, responsável pelo Processo, recebeu uma carta da Congregação Vaticana para as Causas dos Santos, com o “nulla osta” da Santa Sé para abrir o processo de Beatificação de Pe. Thomas.
Pe. Peter Ryu Han-young, Secretário da Comissão Especial, disse à Agência Fides: “Esperamos recolher uma grande quantidade de dados e testemunhos para a Causa, a fim de que o processo possa caminhar rapidamente”.
O Servo de Deus Pe. Thomas Choe Yang-eop foi o segundo sacerdote coreano, e seguiu os passos de Pe. Andrew Kim Tae-gon. Ordenado sacerdote em 1849, Pe. Thomas dedicou sua vida ao serviço pastoral, agindo com zelo e caridade, em prol da comunidade de Joseon. Depois de doze anos de incansável serviço pastoral, enfraquecido pelo trabalho, faleceu em conseqüência de uma febre de tifo, em 1861. Entre outras obras, escreveu textos de doutrina católica destinados a fiéis, com fins de divulgação. (PA) (Agência Fides 24/3/2004)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network