http://www.fides.org

Europa

2004-03-12

EUROPA/ESPANHA - “Nunca existirá qualquer justificação moral para o terrorismo”: a dura condenação da Conferência Episcopal Espanhola após os atentados do dia 11

Madri (Agência Fides) - “Nunca existirá qualquer justificação moral para o terrorismo”, afirma a Conferência Episcopal Espanhola, em declaração publicada imediatamente depois do terrível atentado de ontem, 11 de março, em Madri. Os Bispos expressam sua solidariedade a todas as vítimas e familiares, e pedem à população que não responda a este atentado com ódio indiscriminado, porque isso “dividiria a população e favoreceria os fins terroristas”. A Conferência Episcopal exorta, portanto, a colaborar com as autoridades na luta contra o terrorismo. “É o momento da caridade e da solidariedade com as vítimas. Nós cristãos devemos oferecer a nossa ajuda, dentro das nossas possibilidades”.
O Card. Antonio Ma Rouco Varela, Arcebispo de Madri, que se encontrava em Roma para participar da Assembléia Plenária do Pontifício Conselho para a Cultura, condenou energicamente os fatos assim que soube da notícia: “ninguém pode se calar diante de um massacre criminal. O que aconteceu é fruto do mais grave dos pecados e da cegueira do homem: o atentar mortalmente contra a vida humana. A chaga do mundo de hoje, e também da nossa Espanha, é o terrorismo”. O Arcebispo de Madri conclui pedindo a Deus o repouso eterno para as vítimas, que conceda aos fiéis a graça de acolher o perdão e de transformar os corações dos assassinos.
O Cardeal Rouco Varela, assim que foi informado da notícia, voltou para Madri para estar próximo de seu povo nestes momentos difíceis. Ele convidou ainda todas as paróquias de Madri a celebrarem a Santa Eucaristia em sufrágio das vítimas dos atentados e para que os parentes encontrem consolação no Senhor. (RG) (Agência Fides 12/3/2004)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network