http://www.fides.org

Asia

2003-05-05

ÁSIA/INDONÉSIA - BORNÉU: EM 5.000 KM DE ARQUIPÉLAGO INDONESIANO, INTERNET ESTRATÉGICA PARA A FORMAÇÃO DE PROFESSORES CATÓLICOS

Jacarta (Agência Fides) – Para comunicar, instruir, trocar experiências na Indonésia ao longo de seus 5.000 km de arquipélago , a Igreja local escolheu como meio a formação a distância via e mail.
Os beneficiários são católicos de algumas dioceses do Kalimantan, na grande ilha do Bornéu (Indonésia), que começaram um programa de dois anos para se tornarem professores de religião em institutos católicos e escolas públicas, não que catequistas nas paróquias.
Padre Zacharias Lintas, Vigário geral da diocese de Ketapang – situada em Bornéu – 600 km a Norte de Jacarta – afirma que o programa começou em outubro de 2000 em cooperação com a Indonesian Pastoral Institute, com sede em Malang, na ilha de Java. O programa de formação a distância, explica, reduz os custos e permite aos estudantes maior facilidade de acesso ao estudo, sem suportar longas e difíceis viagens. Os estudantes, que vivem na maior parte em áreas remotas, recebem o material via e-mail, estudando em suas casas e freqüentando lições em alguns lugares designados algumas vezes em um semestre.
O primeiro curso bienal, concluiu-se no fim de março, já conferiu 58 diplomas, ressalta Paulis Lanjak, responsável pela Comissão para a Catequese em Ketapang e no segundo ciclo apenas iniciado participam 115 estudantes, dos quais 47 mulheres. As dioceses de Kalimantan têm forte necessidade de professores e catequistas, especialmente nas áreas rurais e nas vilas.
Padre Lintas observa que o curso ajuda a melhorar a qualidade dos professores de religião católica e oferece a eles a possibilidade de tornarem-se empregados do estado, melhorando o seu status social. A Secretaria Provincial do Ministério dos Assuntos religiosos em Kalimantan, de fato, pediu em fevereiro passado aos Bispos da província de preparar um número maior de católicos para ensinar nas escolas públicas. A província necessita de pelo menos 300 professores para as escolas elementares e secundárias.
(PA) (Agência Fides 5/5/2003 – linhas: 29; palavras: 322)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network