http://www.fides.org

Asia

2004-03-11

ASIA/INDIA - “Os cristãos são poucos, mas determinantes para o voto na Índia. A esperança que os fundamentalistas hinduistas não prevaleçam. As declarações feitas a Agência Fides pelo diretor das Pontifícias Obras Missionárias na Índia

Bangalore (Agência Fides) - “Nas próximas eleições, a comunidade cristã, mesmo sendo uma minoria na Índia, pode desempenhar um papel vital em algumas partes do país. Em certas regiões, os católicos poderão até determinar o resultado final das eleições. Por isso, a Igreja deve permanecer unida ao defender com força seus princípios”. Foi o que disse à Agência Fides Dom Ignaci Siluvai, da diocese de Bangalore, Diretor das Pontifícias Obras Missionárias na Índia, comentando a situação da comunidade cristã no país, às vésperas das eleições gerais que estão marcadas para abril. Dom Siluvai destaca a ameaça representada pelos extremistas hinduístas: “Considerando a ameaça do fundamentalismo hinduísta, que suporta o Baratiya Janata Party (BJP), partido de maioria, atualmente no poder, os eleitores cristãos precisam tomar medidas adequadas. É preciso lembrar que em muitas regiões da Índia, os eleitores católicos não são suficientemente conscientizados. Por isso, os Bispos, nos diversos estados indianos, escreveram ou escreverão indicações e critérios para os eleitores, ilustrando o comportamento da Igreja nos campos social e político”.
“Os problemas vão surgir - destaca o Diretor - se os grupos fundamentalistas hinduístas obtiverem uma ampla maioria: nesse caso, poderiam decidir modificar a Constituição indiana, que prevê um estado laico e secular. A Igreja Católica poderia sofrer consequências. Em algumas regiões do país, os cristãos estão já sofrendo ataques e sendo aterrorizados pelos extremistas hinduístas. Mas a ameaça dos fundamentalistas não nos impede de continuar a anunciar a Boa Nova. Quanto mais é perseguida, mais a comunidade cristã cresce”.
As Pontifícias Obras Missionárias - conclui Dom Siluvai - trabalham em contato estreito com os Bispos indianos, tentando sensibilizar a população sobre temas relativos à missão, em todos os níveis. Trabalham muito com as crianças: “De nosso último encontro, em fevereiro, participaram mais de 8.500 crianças indianas, entusiastas de serem autênticas crianças missionárias”.
(PA) (Agência Fides 11/3/2004)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network