http://www.fides.org

Vaticano

2004-03-05

VATICANO - Premente apelo da Congregação para as Igrejas Orientais em favor da Igreja na Terra Santa: precisamos da oração e da solidariedade concreta de todos “para sustentar a presença da Comunidade cristã na Terra do Redentor”.

Cidade do Vaticano (Agência Fides) - O Cardeal Ignace Moussa I Daoud, Prefeito da Congregação para as Igrejas Orientais, enviou uma mensagem a todos os Bispos, como o faz normalmente no início da Quaresma. Nela, o Cardeal convida à oração e à solidariedade para com os cristãos que vivem na Terra Santa, “enquanto nos chegam, cotidianamente, tristes notícias sobre a delicada situação social, política e econômica daquela região”.
“São numerosos os cristãos que deixam seu País - escreve o Cardeal - para procurar outra região aonde viver em paz e dignidade. Tal situação torna necessária e urgente a intervenção de toda a Igreja Católica, para sustentar sua presença na região-berço do Cristianismo”. A Congregação para as Igrejas Orientais expressa solidariedade aos irmãos da Terra Santa e age “a fim de que eles recebam concretamente a solidariedade, o interesse e o sustento da Igreja Universal”.
A mensagem do Cardeal Daoud recorda as recentes palavras do Santo Padre, João Paulo II, aos membros da reunião Obras de Ajuda às Igrejas Orientais (ROACO): “Justamente, vocês depositam atenção especial nos territórios da Terra Santa, pelo significado que a região possui para todos os cristãos. A ela reservamos uma coleta específica, e todos os meus veneráveis Predecessores, a partir de Leão XIII, insistiram para que todas as Comunidades católicas contribuíssem generosamente. Infelizmente, a Terra Santa continua a ser palco de conflitos e violências, e as Comunidades católicas presentes sofrem e precisam ser ajudadas em muitas circunstâncias”.
O Cardeal pede ainda “um compromisso de oração e solidariedade concreta a todas as Igrejas particulares e Comunidades cristãs do mundo”, destacando que essa ajuda é “expressão de nossa resposta à palavra do Senhor: “Tudo o que fizestes aos menores, é como se o fizessem a mim”. Enfim, o Cardeal expressa reconhecimento “a todos aqueles que contribuirão com zelo e generosidade a sustentar a presença da Comunidade cristã na Terra do Redentor”.
(S.L.) (Agência Fides 5/3/2004)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network