http://www.fides.org

Asia

2003-06-06

ÁFRICA/RUANDA - A CARIDADE EVANGÉLICA SUPERA AS DIVISÕES E A CULTURA DA VIOLÊNCIA PARA CONSTRUIR UMA NOVA SOCIEDADE

Kigali (Agência Fides) – “ A caridade é o instrumento para superar os ódios e as divisões que ainda se fazem presentes no País, e nós oferecemos um pequeno mas significativo contributo para este fim”, disse à Agência Fides Marie Grace Mukabyagaju, Presidente do Conselho Nacional da Ruanda da Sociedade de São Vicente de Paula.
“A Sociedade de São Vicente de Paula em Ruanda é composta por pessoas provenientes de todas as regiões do País e as nossas atividades caritativas atingem também os membros de igrejas não católicas” explica a presidente. “ As nossas principais atividades são a assistência hospitalar e a ajuda aos jovens que vão à escola. No primeiro caso, garantimos refeições diárias a todos os doentes indigentes ou privados de família, internados nos hospitais. No hospital da capital, Kigali, a nossa atividade é muito apreciada e os nossos membros recebem ajudas também de protestantes e muçulmanos, sensibilizados pelo amor ao próximo que sofre.
No que diz respeito as escolas, existem muitos rapazes órfãos, em função da violência dos anos passados. Conseqüentemente muitas crianças e rapazes estão entregues à própria sorte e se tronam presa fácil da delinqüência. demos vida a um projeto de educação escolar para estes rapazes, para tirá-los das ruas. Além de oferecer uma ajuda econômica, atuamos de modo que os jovens sejam educados à paz e à reconciliação. A este propósito, constituímos uma comissão para a animação e a espiritualidade com o fim de cultivar o espírito de paz, de justiça e de caridade. Ajudamos também os refugiados que nos anos anteriores fugiram de perseguições a instalarem-se no País” continua Marie Grace Mukabyagaju, que acrescenta: “Fornecemos aos refugiados, em particular às viúvas, ajuda para a reconstrução de suas casas e sustentamos as comunidades rurais através de projetos no campo da agricultura e da pecuária”.
(L.M) (Agência Fides 676/2003 – linhas: 25; palavras: 320)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network