http://www.fides.org

America

2004-03-02

AMÉRICA/VENEZUELA - Uma família de leigos franciscanos em missão para ajudar pobres e alcoolizados e evangelizar os jovens venezuelanos.

Caracas (Agência Fides) - Uma família em missão: essa é a experiência de Marco e Ilaria Petri, um casal de leigos franciscanos de Prato (Toscana, Itália). O casal partiu há dois meses para uma experiência de missão com a Ordem Franciscana Secular da Itália. Ambos trabalham em Guanare, no Oeste da Venezuela, no centro Social “Pay y Bien”, da paróquia de Sant Antonio, dos frades menores conventuais. Nos próximos três anos, o casal vai viver uma experiência de partilha e serviço na paróquia, animação do Centro social, intercâmbio e confronto com os leigos franciscanos locais, no âmbito do projeto missionário dos franciscanos (religiosos e leigos), chamado “Semilla” (semente).
Antes de partir, os dois freqüentaram um curso de um ano, de formação específica em preparação da missão, no centro Unitário Missionário de Verona. Na conclusão do curso, receberam o mandato missionário do Bispo de Prato, Dom Gastone Simoni, e em 15 de dezembro, partiram para a Venezuela. No entanto, o casal está esperando um bebê, mas isso não freou o seu desejo de missão.
“A zona de Guanare - escrevem numa carta à Agência Fides - encontra-se no Llano venezuelano, imensas planícies no centro do país, repletas de pastos. Encontramo-nos com o Bispo de Guanare, para iniciar oficialmente nosso projeto. Ele nos recebeu como um pai, abençoando a iniciativa. Acredita que seja oportuna a presença de uma família que vive sua experiência de vida e de fé cristã na realidade de um bairro popular, aonde as situações familiares e sociais são críticas”.
Os dois, que disseram ter sido recebidos calorosamente, notam uma “situação econômica difícil, com altíssimos índices de inflação e desemprego, um grande número de pobres e de situações sociais críticas, como a criminalidade, as drogas...”
“Iniciamos a conhecer e visitar as famílias da região e a escutar as suas necessidades. O quadro é variado: há problemas de meninos de rua, filhos de mães solteiras, que crescem sem nenhuma proteção e facilmente entram no mundo da criminalidade. Há o problema do alcoolismo, que atinge sobretudo os homens. A nossa missão está apenas iniciando. Que Deus nos acompanhe nesse caminho”.
(PA) (27/2/2004 Agência Fides 27/2/2004)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network