http://www.fides.org

Asia

2004-02-27

ÁSIA/INDONÉSIA - Encontro de líderes civis e religiosos em vista da paz na Papua indonésia.

Jayapura (Agência Fides) - Enquanto o clima continua tenso na Papua indonésia, (ex-Irian Jaya) os líderes religiosos deram mais uma prova de seu empenho na promoção da paz na região. Em uma reunião em fevereiro, por ocasião dos 149 anos de evangelização da Papua, líderes cristãos, muçulmanos, budistas e hinduístas encontraram-se com autoridades civis, militares e políticas. Em uma celebração que reuniu milhares de pessoas, reiteraram seu compromisso em educar as respectivas comunidades ao diálogo e à reconciliação.
Para Herman Saud, responsável das Igrejas Protestantes em Papua, “o povo não precisa de uma lei marcial ou de medidas de emergência. Todo problema pode ser resolvido se na base de nossa convivência estiverem o respeito pelo próximo, a defesa dos direitos humanos e os valores do Evangelho”. Hussein Uzbeir, líder dos ulama muçulmanos da Província, confirmou que “todos nós queremos que a Papua seja terra de paz”. Para expressar esse desejo comum, os líderes religiosos, o chefe do exército e o governador acenderam algumas chamas, seguidos por toda a assembléia.
Dom Leo Laba Ladjar, Bispo de Jayapura, um dos organizadores do encontro, disse à Agência Fides que “esse é um sinal forte para todos os que ainda buscam uma saída violenta. Esperamos que o nosso esforço comum seja reconhecido por todas as partes envolvidas: a população, os movimentos de luta, os líderes políticos e aqueles que seguem o processo de paz na capital indonésia, Jacarta. Assim, poderão compreender melhor os anseios da população de Papua, e tomar decisões baseadas na lógica do diálogo. Estamos muito gratos a todos os líderes civis e militares que se uniram a nós”.
Em 2003, em Papua, registraram-se desordens em seguida à decisão do governo central indonésio de dividir a região em províncias. Verificou-se também um aumento da violência por parte dos militares indonésios. O Parlamento indonésio também propôs a aplicação da lei de emergência civil na região, o que gerou surpresa em Papua e protestos em todos os níveis.
(PA) (27/2/2004 Agência Fides 27/2/2004)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network