http://www.fides.org

Asia

2004-02-25

ÁSIA/FILIPINAS - Educadores e professores reunidos em Mindanao: a paz se constrói nas escolas, a partir da formação dos estudantes

Davao (Agência Fides) - A paz em Mindanao - grande ilha no Sul das Filipinas, área de atuação de diversos grupos guerrilheiros islâmicos - começa nas escolas, educando os jovens à tolerância, ao diálogo, ao pluralismo, à recíproca estima e respeito entre cristãos, muçulmanos e lumads (índios). É o que reiteram os mais de 300 professores, educadores e animadores de comunidades cristãs e muçulmanas, no encontro realizado entre 23 e 25 de fevereiro, em Davao, e cujo título foi “Uma Mindanao pacifica, forte e progredida: superar as fronteiras da diversidade, através de uma educação responsável”.
Os participantes discutiram sobre as estratégias, conteúdos e modalidades dos programas de instrução em curso nas 25 províncias e 27 cidades de Mindanao. Participaram do encontro representantes do Departamento de Educação de seis regiões de Mindanao, reitores de escolas públicas e particulares, e professores de madrase (escolas islâmicas). A reflexão abordou os principais desafios das escolas, dos estudantes e de todo o pessoal empenhado no trabalho de educação e instrução dos jovens em Mindanao.
O encontro formulou algumas propostas concretas, como integrar, no currículo escolástico, cursos de educação à paz, á tolerância e ao diálogo.
Os participantes buscaram também “estratégias convergentes” para harmonizar as problemáticas e exigências dos diversos grupos étnicos, culturais e religiosos, relevando como o setor da instrução seja precioso para obter a paz em Mindanao.
No entanto, visando incrementar a qualidade da instrução, e para formar e atualizar professores, a Universidade católica Notre Dame de Cotabato, dos missionários Oblatos de Maria Imaculada, lançou um programa de formação para mais de mil professores de escolas primárias e secundárias, em maioria muçulmanos, nas províncias de Maguindanao, Cotabato, Sultan Kundarat e Lanao do Sul. O curso de formação, financiado pelo governo japonês, ensinará métodos e conteúdos relativos ao papel dos professores na educação à paz e à reconciliação.
(PA) (Agência Fides 25/2/2004)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network