http://www.fides.org

Vaticano

2004-02-18

VATICANO - O Papa na Audiência Geral inicia o comentário ao hino de bênçãos que exalta “a maravilhosa obra de Deus operada por nós em Cristo”: “Deus apaixonadamente deseja e ardentemente anseia a nossa salvação”

Cidade do Vaticano (Agência Fides) - Na sua catequese durante a Audiência Geral desta quarta-feira, 18 de fevereiro, que se realizou na Sala Paulo VI, no Vaticano, o Santo Padre João Paulo II iniciou o comentário do Cântico dedicado ao “Plano divino da salvação” (Ef 1,3-10): “O esplêndido hino de «bênçãos», que abre a Carta aos Efésios e é proclamado todas as segundas-feiras na Liturgia das Vésperas, será o tema de uma série de meditações no decorrer do nosso caminho - disse o Santo Padre -. Por hoje, nos contentamos de uma leitura geral deste texto solene e bem estruturado, quase como uma majestosa construção, destinada a exaltar a maravilhosa obra de Deus, operada por nós em Cristo”.
Antes do tempo e da criação, Deus tinha preparado para o homem “um destino de salvação e glória”. “Neste projeto transcendente, que engloba a criação e a redenção, o cosmo e a história humana, Deus tinha preestabelecido, «na sua benevolência », de «recapitular em Cristo», ou seja, de restabelecer uma ordem e um sentido profundo para todas as realidades, aquelas celestes e terrenas”, explicou o Santo Padre. “A senhoria de Cristo se estende, portanto, seja no cosmo seja naquele horizonte mais específico que é a Igreja”.
Todo o cântico “detém-se principalmente sobre a história da salvação, que é expressão e sinal vivo da «benevolência», do «beneplácito» e do amor divino. Eis, portanto, a exaltação da «redenção mediante o sangue» da cruz, a «remissão dos pecados», a abundante efusão «da riqueza da graça». Eis a filiação divina do cristão e o «conhecimento do mistério da vontade» de Deus, mediante a qual se entra no íntimo da própria vida trinitária.”
O Papa concluiu a sua catequese citando San João Crisóstomo, que comentando este cântico escreveu: “Deus fez tudo isso por nós «conforme o beneplácito da sua vontade». O que isso significa? Significa que Deus apaixonadamente deseja e ardentemente anseia a nossa salvação. «E por que nos ama de tal modo? Por qual motivo nos quer assim tão bem? Somente pela bondade: a "graça", de fato, é característica da bondade»”. (S.L.) (Agência Fides 18/2/2004)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network