http://www.fides.org

Europa

2004-02-16

EUROPA/ITÁLIA - No aniversário dos 150 anos do dogma da Imaculada, os Missionários Oblatos de Maria Imaculada renovam sua devoção a Maria: carta do Superior-geral

Roma (Agência Fides) - “Caros irmãos Oblatos, 150 anos atrás, em 1854, o Sucessor de Pedro reconheceu a Imaculada Conceição de Maria como dogma de fé. Esta festa é especial para nós, Oblatos de Maria Imaculada.” São palavras do padre Wilhelm Steckling, Superior-geral da Congregação dos Missionários Oblatos de Maria Imaculada (OMI), contidas em uma carta enviada à redação da Agência Fides. A carta foi enviada a todos os membros da Congregação por ocasião do Dia dos Oblatos, 17 de fevereiro, data na qual, em1826, foi dado à Congregação o nome de “Oblatos de Maria Imaculada”.
O Superior destaca o significado essencial do nome de Maria para a Congregação por ele guiada: “Ser como a Imaculada é para nós uma mensagem para a santidade”, explica, recordando que o homem foi criado à imagem e semelhança de Deus e que esta imagem foi danificada e comprometida pelo pecado. “A imagem de Deus resplandece, por sua vez, sem manchas em Maria: é Imaculada... Como Oblatos, somos convidados, no carisma de Maria, a nos espelhar em Deus, tendo recebido a sua pureza e a sua santidade como nosso nome”.
Pe. Wilhelm Steckling propõe dois modos para honrar a Imaculada nos 150 anos de proclamação do dogma: “Meditar mais profundamente sobre os dons da santidade, oferecido a nós para uma específica missão, e celebrar com expressões públicas, nos santuários marianos de todo o mundo, o ano da Imaculada Conceição, conduzindo as pessoas a Maria, e de Maria, a Jesus.
(PA) (Agência Fides 16/2/2004)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network