http://www.fides.org

Europa

2004-02-06

EUROPA/ITÁLIA - Sars, um estudo italiano mostra como o vírus se transforma

Roma (Agência Fides) - O coronavirus, vírus considerado responsável pela Síndrome Respiratória Aguda (SARS), è capaz de produzir, em 10% de seu genoma, oito mutações a cada vez que se reproduz. É o que descobriram os cientistas do Instituto Superior de Saúde Italiano, durante um estudo realizado em colaboração com a Universidade de Irvine, na Califórnia.
Segundo os cientistas italianos, a velocidade de transformação do coronavírus seria extremamente elevada em um breve trecho de seu genoma, e similar àquela do vírus do HIV.
Observando seqüências de genoma na rede Internet, os pesquisadores estudaram primeiramente em detalhe o genoma do coronavírus da SARS (SARS-CoV), concentrando-se numa região particular do vírus denominada Open Reading Frame 1ab (ORF 1ab), que, por ser a mais variável, oferece maiores informações sobre a evolução do vírus. Comparando as seqüências, cerca de 90% do genoma viral permanece invariável, e não suscetível a mutações durante a evolução. O restante, 10%, è capaz de se transformar na região ORF a uma velocidade extremamente elevada, realizando cerca de oito mutações por cada ciclo reprodutivo do vírus - ou seja, semelhante ao número de alterações que pode realizar, no mesmo intervalo de tempo, o vírus do HIV.
(AP) (6/2/2004 Agência Fides)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network