http://www.fides.org

Vaticano

2004-02-04

VATICANO - ANUÁRIO PONTIFÍCIO 2004: ESTÁVEL O NÚMERO DE SACERDOTES, AUMENTAM OS DIÁCONOS PERMANENTES E MISSIONÁRIOS LEIGOS, EM AUMENTO OS SEMINARISTAS NA ÁFRICA E AMÉRICA

Cidade do Vaticano (Agência Fides) – O Anuário Pontifício 2004, apresentado ao Santo Padre no dia 3 de fevereiro pelo Cardeal Secretário de Estado, Angelo Sodano, reúne as principais informações estatísticas relativas à atividade pastoral da Igreja Católica nos diversos países do mundo. Durante 2003, o Santo Padre criou 30 novos Cardeais, foram criadas 19 novas Sedes Episcopais, 1 Exarcado Apostólico, 1 Ordinariato Militar, 1 Prefeitura Apostólica; foram elevadas 4 Sedes Metropolitanas, 2 Sedes Episcopais, nomeados 175 novos Bispos.
De um total de 6.212 bilhões de pessoas, os católicos batizados são 1 milhão e 71 mil, e correspondem a 17,2% do habitantes do planeta, assim distribuídos por continente: 50% na América, 26,1% na Europa, 12,8% na África, 10,3% na Ásia e 0,8% na Oceania. De acordo com a população presente, a incidência percentual dos católicos é: 62,4 na América, 40,5 na Europa, 26,8 na Oceania, 16,5 na África e 3,0 na Ásia.
As pessoas empenhadas na atividade pastoral são 4.217.572, assim distribuídas: 4.695 Bispos, 405.058 sacerdotes (dos quais 267.334 diocesanos), 30.097 diáconos permanentes, 54.828 religiosos (que não professaram), 782.932 religiosas que professaram (das quais 51.371 são monjas de vida contemplativa), 28.766 membros de institutos seculares, 143.745 missionários leigos e 2.767.451 catequistas. Em relação a 2001, o número de sacerdotes permaneceu substancialmente estável (405.067 em 2001). Todavia, quando se analisa de modo mais detalhado, registra-se um aumento dos sacerdotes diocesanos (de 266.448 em 2001 para 267.334 em 2002), os sacerdotes religiosos diminuíram (de 138.619 para 137.724). Registra-se um aumento dos diáconos permanentes (3,1%) e dos missionários leigos (3,4%).
O número de seminaristas maiores é de 112.982, contra os 112.244 em 2001, com um aumento de 0,7%. Este aumento de seminaristas verificou-se de modo satisfatória na Igreja africana (com um aumento de 5,8%) e americana (+ 1,4%), enquanto na Europa e na Ásia a situação se mostrou em leve declínio. (S.L.) (Agência Fides 4/2/2004)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network