http://www.fides.org

Europa

2004-02-03

EUROPA/ESPANHA - DIA DA VIDA CONSAGRADA - “A NOSSA PREOCUPAÇÃO MISSIONÁRIA COM O FUTURO NÃO DEVE SER A MANUTENÇÃO DO MAIOR NÚMERO POSSÍVEL DE COMPROMISSOS, MAS DE ENCHER DE VIDA E CONTEÚDO AQUILO QUE JÁ FAZEMOS”

Madri (Agência Fides) – Os 64.966 religiosos espanhóis, membros de 391 congregações religiosas, distribuídos em 7.526 comunidades, celebraram o Dia Mundial da Vida Consagrada refletindo sobre o slogan “Seduzidos por Jesus pela causa da Justiça e da Paz”. Esses dados, fornecidos pelo departamento de estatística da Conferência Espanhola dos Religiosos (CONFER), dizem respeito somente à vida religiosa ativa ou apostólica – educação, saúde, obras sociais, pastoral paroquial e vocacional – e não incluem os mais de 13.000 missionários nem os cerca de 14.000 monges e monjas de vida contemplativa ou os membros dos Institutos seculares.
Pe. Ignacio Zabala, Presidente da CONFER, recordou que “os frutos que a vida religiosa oferece na Espanha não podem ser numéricos, pois se o crescimento numérico fosse garantia de verdade, a sociedade ocidental de hoje estaria demonstrando o valor do agnosticismo e do pensamento daqueles que consideram o aspecto religioso irrelevante, a partir do momento que os seguidores destas opiniões são sempre mais numerosos”. Pe. Zabala prossegue: “O estilo de vida e o empenho missionário da vida religiosa supõe que o primeiro objetivo não seja o desenvolvimento de grandes centros de atividades, o importante é viver plenamente a nossa vocação e o nosso estilo de vida para sermos assim testemunhas de Jesus casto, obediente e pobre”. Nesta perspectiva, exortou os consagrados a não caírem na tentação de querer manter a todo o custo os compromissos assumidos: “A nossa preocupação missionária diante do futuro não deve ser a manutenção do maior número possível de compromissos, mas de encher de vida e conteúdo aquilo que fazemos, com a consciência de que a sociedade, a cada dia, nos põe novos desafios a serem respondidos”.
Recordando os muitos religiosos que trabalham no mundo da saúde ou em atividades de promoção da justiça e da paz, Pe. Zabala destacou: “se não conseguimos encher de vida e de conteúdo esses compromissos e a vivê-los mostrando à Igreja e à sociedade aquilo que caracteriza e constitui a nossa missão fundamental, estaremos desempenhando serviços úteis para a comunidade humana, mas não estaremos realizando a nossa missão na Igreja”. Segundo Pe. Zabala, a característica fundamental da vocação religiosa “é dar testemunho de que o mundo não pode ser transfigurado nem oferecido a Deus sem o espírito das bem-aventuranças”.
O ápice do Dia Mundial da Vida Consagrada em Madri foi a solene celebração eucarística na catedral de Almudena, presidida pelo Card. Antonio M. Rouco Varela, da qual participaram numerosos membros dos diversos Institutos de Vida Consagrada, que na ocasião renovaram seus votos religiosos. (R.Z.) (Agência Fides 3/2/2004)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network