http://www.fides.org

Europa

2003-05-30

ÁFRICA/ EUROPA - BISPOS DA ÁFRICA E EUROPA UNIDOS PARA PEDIR AOS “8 GRANDES” MAIOR ATENÇÃO PARA OS PAÍSES MENOS DESENVOLVIDOS

Berlim (Agência Fides) – “ Apóiem a Nova ‘Partnership’ para a África (NEPAD) reduzindo os débitos dos países pobres e incrementando as ajudas ao desenvolvimento”. É o que pedem os Bispos da Europa e África aos participantes do summit dos 8 Grandes, em Évian (França), de 1 a 3 de junho. O pedido foi formulado em uma carta enviada ao presidente francês, Jacques Chirac, assinada por Dom Josef Homeyer, Presidente da Conferência dos Bispos da União Européia (COMECE), e por Dom Monsengwo Pasinya, Presidente da Conferência Episcopal da África e Madagascar (SECAM). Os Bispos se encontraram em 29 de maio em Berlim, por ocasião da reunião ecumênica das Igrejas.
Os 8 Grandes reúne os 7 Países mais industrializados (USA, Japão, Alemanha, Inglaterra, Itália, França e Canadá) mais a Rússia, para enfrentar problemáticas políticas e econômicas que dizem respeito ao futuro da humanidade. Em 1º de junho os líderes desses Países se encontrarão com os chefes de Estado dos Países que promoveram o NEPAD (África do Sul, Algéria, Egito, Nigéria e Senegal), para discutir um plano para a manutenção da paz no continente africano. O NEPAD foi fundado em outubro de 2002 em Abuja (Nigéria), com o objetivo de reduzir a abissal diferença de níveis de vida entre a África e os restante do mundo.
Na carta aos Bispos africanos e europeus pedem aos membros do 8 Grandes de empenharem-se para promover trocas comerciais mais igualitárias entre o hemisfério norte e o hemisfério sul. Em particular, se pede um maior acesso aos mercados dos países mais ricos para os produtos agrícolas africanos, e uma redução dos preços dos medicamentos aos Países pobres.
Os bispos exprimem pois a esperança que se tenha o mais rapidamente possível o vértice entre União Européia e áfrica, programado em Lisboa em abril deste ano, mas depois adiado , com data a definir.
Ao encontro de Berlim, Dom Monsengwo Pasinya, Arcebispo de Kisangani, na república Democrática do Congo, lembrou a dramática situação de Ituri (região no nordeste do País) e em particular da cidade de Bunia, onde há semanas se mantém violentos combates entre as etnias Hema e Lendu. Os bispos pediram à comunidade internacional de ativar-se evitar novos massacres e colocar fim às violências.(L.M) (Agência Fides 30/05/2003 – linhas: 35; palavras: 407)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network