http://www.fides.org

Africa

2004-01-20

ÁFRICA/ETIÓPIA - LENTO RETORNO DA CALMA EM GAMBELLA, DEPOIS DOS CONFRONTOS ÉTNICOS. PREOCUPAÇÃO PELAS 16 MIL PESSOAS OBRIGADAS A FUGIR EM DIREÇÃO AO SUDÃO

Gambella (Agência Fides)- “A situação está voltando lentamente ao normal”, afirma à Agência Fides Dom Angelo Moreschi, Prefeito Apostólico de Gambella, a cerca de 800 km da capital da Etiópia, onde no último mês centenas de pessoas perderam a vida em confrontos étnicos (veja Fides dos dias 16 e 17 de dezembro de 2003). “A cidade é patrulhada por soldados que intervieram com a força para acabar com a violência”, afirma Dom Moreschi. “Infelizmente, porém, mais de 16 mil pessoas fugiram nas últimas semanas em direção ao Sudão.”
As violências tiveram início em 13 de dezembro, quando oito colaboradores locais de uma agência das Nações Unidas foram assassinados e mutilados em uma emboscada na estrada próxima a Gambella. Mesmo que ainda não se saiba quem são os responsáveis pelo ato, os habitantes da etnia Nuer acusaram imediatamente um grupo rebelde Anuak. Teve início então uma perseguição aos membros da etnia Anuak, que provocou segundo fontes oficiais 57 vítimas, mas pelo menos 300 segundo outras fontes.
Anuak e Nuer são as principais etnias da região e existem rivalidades históricas entre os dois grupos. Um dos motivos do descontentamento deriva da decisão das Nações Unidas de criar um campo de acolhimento para 24 mil refugiados provenientes do Sudão em um território controlado pelos Anuak. Entre esses refugiados, existem diversos membros da etnia Nuer, que ameaçavam alterar o equilíbrio étnico da região.
“Durante os dias dramáticos de violências, cerca de 380 pessoas encontraram refúgio na missão dos Salesianos”, recorda Dom Moraschi. “Agora, nossa principal preocupação é restabelecer a paz entre a população A escola tem um papel importante, porque as classes são formadas por crianças e jovens de diversas etnias, e é ali que se forma um modelo de convivência para todos. As aulas serão retomadas nesses dias. Infelizmente, muitas crianças não estarão presentes, porque fugiram com seus pais.”
As Nações Unidas, no momento, retiraram seus funcionários da região. Em Gambella, estão presentes além dos Salesianos as Irmãs de Madre Teresa. (L.M.) (Agência Fides 20/1/2004 Linhas 36 Palavras 413)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network