http://www.fides.org

America

2004-01-19

AMÉRICA/VENEZUELA - “SOMOS ATÊNTICOS SERVIDORES DO POVO”. EXORTAÇÃO DOS BISPOS VENEZUELANOS SOBRE O TEMA DA PAZ

Caracas (Agência Fides) – Ao encerrar de sua 81° Assembléia Ordinária, que se concluiu recentemente em Caracas (Venezuela), a Conferência Episcopal Venezuelana elaborou uma exortação coletiva, intitulada “Somos autênticos servidores do Povo”, datada 19 de janeiro de 2004. O documento, dividido em 3 parágrafos, focaliza especialmente a delicada questão da paz.
No primeiro parágrafo - “A paz ameaçada”, os Bispos chamam o povo venezuelano a prestar atenção a todas as situações e comportamentos que podem obscurecer o futuro do país, por suscitar suspeitos sobre a busca de interesses próprios, em detrimento do bem comum, dificultando a paz e o progresso do país: “A direção que o país está tomando coloca em discussão a democracia participativa e a independência dos poderes públicos. Tende a favorecer o centralismo, o estatalismo... Presumivelmente, alguns grupos e lideres políticos estão buscando exclusivamente seus interesses”. Os Bispos denunciam também com força “o uso e a manipulação de símbolos religiosos em manifestações políticas” e a “falta de respeito pelo valor da vida humana, diante da realidade de tantas mortes violentas, que se registram a cada semana”.
Ante da situação atual do país, os Bispos aclamam pela “urgência de um acordo entre todos os cidadãos, de maneira especial entre as forças políticas do governo e oposição”. “Neste caminho em direção da paz e da reconciliação, um sinal de esperança – relevam ainda os Bispos – é o direito de realizar o referendo ab-rogativo”. Enfim, exortam os poderes públicos a atender a vontade do povo, superando formalismos ou manobras políticas”.
O ultimo parágrafo, intitulado “Animados pela esperança”, reitera que os filhos da Igreja que têm o sério dever de anunciar a liberdade, a democracia e a justiça seguindo o Evangelho de Jesus: “Nós, cristãos da Venezuela, devemos estar conscientes da necessidade de contribuir para a formação de uma nova sociedade, mais humana e mais cristã, mais solidária e mais fraterna”.
(R.Z.) (Agência Fides 19/1/2004; Linhas 24; Palavras 327)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network