http://www.fides.org

Asia

2004-01-13

ÁSIA/ÍNDIA - A IGREJA SIRO-MALABARENSE OBTÊM AUTONOMIA PLENA NA ELEIÇÃO DOS BISPOS

Trichur (Agência Fides) – O Sínodo dos Bispos siro-malabarenses tem plena autonomia jurídica na eleição dos próprios Bispos, e na criação e supressão de eparquias (dioceses), no âmbito de seu território. É o que estabelece o decreto do Prefeito da Congregação para as Igrejas Orientais, Cardeal Ignace Moussa I Daoud. O documento foi entregue ao Arcebispo Maior de Ernakulam-Angamaly, Cardeal Varkey Vithayathil, líder da Igreja siro-malabarense, durante a Assembléia dos Bispos indianos, em andamento em Trichur, estado de Kerala, de 7 a 14 de janeiro.
Apresentando o decreto, o Cardeal Moussa I Daoud, recordou que ao reconhecer a comunidade siro-malabarense o titulo de Igreja Arcivescovile Maior, em 1992, a Santa Sé havia mantido para si as prerrogativas de plena jurisdição sobre a liturgia e a eleição dos Bispos. A reserva sobre a liturgia e a eleição foi retirada em 1998, e agora, o Santo Padre, depois da Assembléia Plenária da Congregação para as Igrejas Orientais, realizada recentemente, revogou aquela relativa à eleição e transferência de Bispos, criação e supressão de eparquias.
De agora em diante, o Sínodo da Igreja Siro-malabarense poderá decidir, segundo um critério de votação por maioria, sobre questões litúrgicas e sobre a eleição de seus próprios Bispos, escolhendo um rol de candidatos, analisando oportunamente, e submetendo os nomes à aprovação do Santo Padre.
No que se refere à plena jurisdição territorial da Índia, a Congregação para as Igrejas Orientais manteve para si o poder de erigir novas dioceses fora do território de Kerala, a fim de salvaguardar as relações entre as três Igrejas de diferentes ritos existentes na Índia: latino, siro-malabarense e siro-malankarense.
(PA) (Agência Fides 13/1/2004 25 linhas; 249 palavras)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network