http://www.fides.org

Atos da Santa Sé

2003-12-22

ÁSIA/PENÍNSULA ARÁBICA - NOMEAÇÃO DO BISPO AUXILIAR PARA O VICARIATO APOSTÓLICO DA ARÁBIA

Cidade do Vaticano (Agência Fides) – O Santo Padre João Paulo II, em 12 de dezembro de 2003, nomeou Bispo Auxiliar para o Vicariato Apostólico da Arábia (Península Arábica) Fr. Paul Hinder OFM Cap., Definidor General da Ordem, atribuindo-lhe a sede titular episcopal de Macon.
O novo Bispo Auxiliar nasceu em Lanterswill-Steherenberg, diocese de Basel (Suíça), em 22 de abril de 1942. Estudou com os Freis Capuchinhos de Appenzel e, sucessivamente, estudou Filosofia e Teologia em Solothurn. Professou os votos perpétuos para a Ordem dos Frades Menores Capuchinhos em 18 de setembro de 1966, e foi ordenado sacerdote em 4 de julho de 1967. Depois da ordenação, desenvolveu os seguintes encargos: ministério pastoral como Vigário em Basel (1968-1969); Estudos de Direito Canônico na Universidade de München e Friburgo (1969-1976); Responsável pela formação inicial em Friburgo para a província francófona (1970-1979); Docente de Direito Canônico no Ateneu da Ordem em Solothurn (1972-1981); Vigário Provincial em Friburgo (1975-1982); Maestro dos noviços e Vigário em Lucerna (1978-1981); Ministro Provincial da Suíça (1988-1994); Vice-Presidente dos Oficiais dos Capuchin Friars International (1993-2000). Desde 2001 é Definidor General da Ordem.
O Vicariato apostólico da Arábia (1889), confiado aos Capuchinhos, é a mais extensa circunscrição eclesiástica do mundo. Tem uma superfície de 3.143.669 km² que compreende 6 nações (Arábia Saudita, Barein, Emirados Árabes Unidos, Omã, Catar, Iêmen), 42.250.000 habitantes, 1.400.000 católicos (a maior parte imigrante), 40 sacerdotes (24 Capuchinhos, 5 Salesianos, 2 Carmelitanos, 9 do clero regular), 20 paróquias 68 religiosas. As Irmãs se ocupam dos portadores de deficiências, administram casas para anciãos e órfãos. Outras religiosas estão empenhadas no ensino em seis grandes escolas, em Bahrain e nos Emirados Árabes Unidos, com mais de 12.000 alunos (60% muçulmanos, 36% cristãos, 4% hindus). Em cada escola, são ministradas três horas de instrução religiosa semanais. (S.L.) (Agência Fides 22/12/2003; Linhas 23; Palavras 292)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network