http://www.fides.org

Vaticano

2007-10-11

VATICANO - O apoio das Pontifícias Obras Missionárias para a vida das jovens Igrejas, a formação de seminaristas e sacerdotes, as iniciativas de ajuda para as crianças em condições de necessidade

Cidade do Vaticano (Agência Fides) - As Pontifícias Obras Missionárias, cuja direção é assegurada por um Comitê Supremo presidido pelo Cardeal Prefeito da Congregação para a Evangelização dos Povos, têm por objetivo evidenciar a natureza missionária da Igreja e o dever de todos os cristãos de participar na sua Missão com a oração, o sacrifício e a cooperação material. As Pontifícias Obras Missionárias são quatro: Pontifícia Obra da Propagação da Fé, Pontifícia Obra de São Pedro Apóstolo, Pontifícia Obra da Infância Missionária e Pontifícia União Missionária. Mesmo tendo sido fundadas em épocas diferentes, as quatro Obras constituem uma instituição única e têm um objetivo fundamental em comum: promover o espírito missionário universal em todo o Povo de Deus que é a Igreja.
O Dia Mundial das Missões, que este ano será celebrada em 21 de outubro, é o momento culminante das atividades anuais de animação e cooperação, e é conhecida em todos os níveis e já se tornou uma tradição na Igreja. A sua celebração, este ano, o 81º, foi concebida e solicitada pela Pontifícia Obra da Propagação da Fé. Listamos a seguir os subsídios fixados pelas Pontifícias Obras Missionárias durante a Assembléia Geral, que é celebrada todos os anos no mês de maio.

Pontifícia Obra da Propagação da Fé
Para a Pontifícia Obra da Propagação da Fé (POPF) chega a cada ano uma média de 6/7000 Projetos de todo o mundo missionário, com pedidos de subsídios. Estes dizem respeito, principalmente, à manutenção e a formação dos catequistas, a construção e a manutenção de igrejas, capelas e conventos, as atividades das organizações Diocesanas, as ajudas para o trabalho pastoral das congregações religiosas… A Assembléia Geral das Pontifícias Obras Missionárias de maio 2007, considerando as demandas que chegaram, concedeu subsídios num total de 88.903.750 dólares, assim repartidos: Subsídios ordinários: 32.645.200 dólares; Subsídios aos Catequistas: 11.871.700 dólares; Meios de comunicação (Signis): 2.263.400 dólares; Subsídios extraordinários: 42.123.450 dólares. (Para a repartição continental ver anexo)

Pontifícia Obra de São Pedro Apóstolo
A Pontifícia Obra de S. Pedro apóstolo subvencionou ao todo 942 seminários, entre dependentes da Congregação para a Evangelização dos Povos e não dependentes: 503 seminários menores, 125 seminários propedêuticos, 314 seminários maiores. O número dos seminaristas apoiados pela Obra em 2006 é de 81.323, assim subdivididos: 50.130 seminaristas menores, 3.864 seminaristas de propedêutica, 27.197 seminaristas maiores. As novas admissões nos seminários maiores foram 10.213. Para as ordenações sacerdotais, mesmo que os dados não estejam completos, resulta que em 2006 foram ao todo 2.317 subdivididas como segue: África 1.069, América 284, Ásia 926, Europa 21, Oceania 17.
A Assembléia Geral das Pontifícias Obras Missionárias, considerando as demandas que chegaram, concedeu subsídios para um total de 30.020.015 dólares assim repartidos: para Seminários menores: subsídios ordinários 6.393.145 dólares; para Seminários propedêuticos: subsídios ordinários 1.672.920 dólares; para Seminários maiores: subsídios ordinários 14.507.100 dólares; para Seminários menores: subsídios extraordinários 2.097.500 dólares; para Seminários prop./maiores: subsídios extraordinários 2.645.200 dólares; para Ordens religiosas: subsídios extraordinários 15.000 dólares; diversos subsídios extraordinários 107.800 dólares; para noviciados masculinos: 971.250 dólares; para noviciados femininos: 1.610.100 dólares.

“Domus Missionalis”
A Fundação “Domus Missionalis” foi recentemente criada pelo Santo Padre Bento XVI, para a gestão dos Colégios Pontifícios dependentes da Congregação para a Evangelização dos Povos, para uma otimização da formação e econômica, mais adequada às necessidades modernas do mundo da missão.
Nos dois Colégios dependentes da Domus Missionalis, “São Pedro apóstolo” e “São Paulo apóstolo”, no Ano acadêmico 2005/2006, havia 321 sacerdotes provenientes de 62 países para estudar nas Pontifícias Universidades em Roma: 147 da África, 22 da América, 145 da Ásia, 4 da Oceania, 3 da Europa.
No Colégio San Giuseppe, no ano acadêmico 2005/2006 havia 31 estudantes
No “Foyer Paulo VI”, no Ano acadêmico 2005/2006, havia 75 irmãs de 64 congregações religiosas, provenientes de 24 países, em Roma para estudar na Pontifícia Universidade Urbaniana: 19 da África, 15 da América, 41 da Ásia.
No Colégio Mater Ecclesiae, no ano acadêmico 2005/2006, havia 18 estudantes, provenientes de 17 países da África para estudar em Roma

Pontifícia Obra da Infância Missionária
A Pontifícia Obra da Santa Infância ou Infância Missionária tem como foco o papel que os «pequenos» desempenham diante do anúncio do Reino. Os pedidos de subsídios relativos à realização de programas de educação religiosa, assistência alimentar e de saúde, fornecimento de roupas e material escolar, contratação de aulas de catecismo e de centros para a infância, aquisição de medicamentos, sustento de crianças pobres… A Assembléia Geral das Pontifícias Obras Missionárias, considerando as demandas que chegaram, na Assembléia geral de maio de 2007 destinou subsídios no total de 18.258.930 dólares. (S.L.) (Agência Fides 11/10/2007)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network