http://www.fides.org

America

2003-12-15

AMÉRICA/ARGENTINA - CONCLUÍDO O PRIMEIRO CONGRESSO DOS MISSIONÁRIOS ITALIANOS: ENTRE OS POVOS INDÍGENAS, NAS ZONAS RURAIS E NAS PERIFERIAS DAS GRANDES CIDADES, SOUBERAM INSERIR-SE COM AUTÊNTICO ESPÍRITO DE SERVIÇO DENTRO DA CULTURA ARGENTINA

Buenos Aires (Agência Fides) – Com a concelebração Eucarística presidida por Dom Eduardo Mirás, Arcebispo de Rosario e Presidente da Conferência Episcopal Argentina, concluiu-se no dia 12 de dezembro o primeiro Congresso dos missionários italianos na Argentina. “Foi impressionante o clima de fraternidade e de profunda alegria”, destacou padre Francesco Ballarini, sacerdote da cidade de Verona, um dos organizadores do encontro e que se encontra há muito tempo na Argentina. “A maior parte dos presentes ao encontro está em missão há mais de 20, 30, 40 anos, espalhados por todo o território do país, desde a Terra do Fofo (no extremo sul) até La Quiaca (extremo norte, na fronteira com a Bolívia). Seus campos de ação são vastos: entre os povos indígenas, nas zonas rurais e nas periferias das grandes cidades, onde a exclusão social é grande... Carregam, portando, uma bagagem de experiência que é realmente impressionante e entusiasmante”, destacou Pe. Ballarini. Os outros 200 participantes do encontro representavam cerca de mil missionários italianos, religiosos, religiosas, sacerdotes "fidei donum", leigas e leigos pertencentes a vários movimentos e comunidades eclesiais.
"Os missionários sentiram como nunca o amor e a solidariedade da Igreja italiana, à qual expressaram seu agradecimento pelo convite a este encontro”, refere Pe. Ballarini. Mas os agradecimentos foram feitos também por parte do expoentes da Igreja argentina. Dom José Luis Mollaghan, Bispo de San Miguel, a diocese que hospedava o Congresso, e Dom Justo Laguna, Bispo da vizinha diocese de Morón, destacaram a contribuição que os missionários italianos deram à Igreja local. Dom Laguna apreciou principalmente a capacidade de saber inserir-se com autêntico espírito de serviço dentro da cultura argentina.
Especialmente incisivas foras as intervenções de Juan Esteban Belderrain, Diretor da Fundação dos estudos políticos Claritas, e do prof. José María Poirier, diretor da prestigiosa revista “Criterio”, que traçaram um panorama da situação cultural, política e social argentina. Na sua intervenção, Dom Carmelo Giaquinta, Arcebispo de Resistencia e Presidente da Comissão Episcopal para a Pastoral Social, revelou a importância do empenho da Igreja na educação à conscientização civil, depois das crises que a Argentina atravessou nesses anos. Retomando um conceito expresso no ano passado pelos Bispos, Dom Giaquinta recordou que “diante de uma crise inédita, são necessárias respostas inéditas”. Dom Jorge E. Lozzano, Bispo auxiliar de Buenos Aires, recordou os desafios recentemente identificados pela Conferência Episcopal Argentina: a busca de Deus, a exclusão social, a família etc.
"Mas não foi somente um trabalho de análise e de estudo - continua padre Ballarini – foi principalmente um encontro fraterno, em um clima espiritual, com fortes momentos de unidade com os irmãos e com Deus ". "Senti-me acompanhada pela minha Igreja”, comentou uma religiosa, enquanto um sacerdote acrescentou: “Comecei a sentir algumas dificuldade, mas este Congresso me deu uma grande ajuda espiritual ". (R.Z.)(Agência Fides 15/12/2003; Linhas 35; Palavras 471)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network